quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

- 2009, o ano das MUDANÇAS!

Então chegamos aa retrospectiva 2009 ;)

Se houvesse uma palavra para descrever o meu 2009 seria MUDANÇA.
No reveillon do ano passado eu pedi para entrar na faculdade, passar no vestibular. Desejo realizado, graças a Deus.
No inicio deste ano eu era uma vestibulanda, hoje sou universitária. Na minha vida isto tem uma ENORME influencia, porque quando a gente é vestibulando é NADA... ninguém te dá valor quando... "Ah, e o que você faz?"... "Cursinho?"... hum... "Mas quantos anos você tem?"... ah... "Ah, mas esse ano vai". É horrivel ouvir isso. Comecei o ano entusiasmada em passar na faculdade, mas assim que começou o cursinho eu me senti péssíma, pois via que tinha MUITO o que aprender e muitas pessoas ao meu redor, queriam a mesma vaga que eu, e eu não me sentia párea para eles. Foi então que em março saiu a 3ª chamada do PROUNI e eu fui classificada para uma bolsa na Escola de Medicina da Faculdade Anhembi Morumbi. A faculdade não é lá essas coisas, mas deu um UP, eu TINHA PASSADO pra medicina!!! Então eu consegui voltar um pouco a tona. Bom, eu não tinha namorado com aliança nessa época, mas sempre ficava com meu ex e outros. haushaushaus. O Eduardo me enchia o saco nessa época, e sempre que eu estava sozinha ia lá e ficava com ele =$. E eu tive um amor do cursinho... ai, as meninas tiram sarro de mim até hoje, mas ele era fofo vai. Eu colocava bilhetes escondidos na mochila dele [ bem 5ª série neh?] com frase como "eu gosto tanto de você, que até prefiro esconder, deixa assim ficar subentendido", no ultimo dia de cursinho eu entreguei uma carta pra ele falando que era quem colocava os bilhetes na mochila dele. Ele me respondeu com um e-mial muito fofo. Ah, o que eu tirei disso? Foi bom. Era um motivo a mais para ir ao cursinho, e um motivo pro coração bater mais forte. Nunca me aproximei muito dele, e isso também foi bom, alguns dizem que ele é meio esnobe, pra mim ele sempre vai ser meu amor do cursinho, o meu amor platonico, sempre de longe. Bom, neste tempo de cursinho eu também me aproximei da Bea [ Beatriz Bittencourt], da Thais [ da federal], da Gabi [ Ah a Gabi. ela eh simbolo de determinação e perserverança. Ela é dedicada, tem uma paciencia de Jó, e eu tenho até vergonha de ser tão burra perto dela, com ela eu tive momentos bem mais cabeça, e ela era a minha companheira de aulas de sábado, ela simplesmente NÃO TEM DEFEITOS], da Sofia, da Ana Lúcia, a Luiza [ aaai a Lu, ela foi impressionante, alguém que realmente mudou a minha forma de pensar em relação à paciencia, à critica... a minha companheira de cocas-cola, de risadas e de lançar foda-seS, e de ver caminhões BALEIA na big construção de 1500 andares do lado objetivo... haushasuhasu ] ... e eu construi uma grande amizade, a Ana Cláudia. Ah, todas as meninas, principalmente a Gabi e a Ana Lúcia sempre foram muito minhas amigas, mas a Ana Cláudia era a minha amiga de almoços no Gianni, no restaurante que tinha o P.F. [ dentro do super centro] , do sorvetes [frutkids] após o almoço, das piadinhas mais sem graças dos moços no meio da rua [ a gente realmente atraia um tipo de gente esquistita], dos comentários sobre Andrés e Eduardos de nossas vidas, a amizade que eu contrui esse ano pode se simplificar em "ANA", ela é uma amiga e tanto! Neste tempo de cursinho eu também aprendi a dar valor as aulas de história [ eu não faltei em nenhuma, e até ia assistir as aulas da ninja do CPT -- A mais marcante sem duvida foi a queda da Bastilha, detalhe... eu nem sequer lembro o que é isso, maas...]. Eu também consegui enjoar dos lanchinhos do carrefour e a apreciar a bomba de chocolate da padaria que tem na Mato Grosso, e o suco de Maracuja do Jaime, e eu NÃO viciei em café [ como a maioria dos vestibulandos]. Eu descobri também que eu não era tão ruim em física como eu pensava antigamente, mas conclui que em matemática eu realmente sou PÉSSIMA.
Neste período de cursinho, apesar de tudo que eu ja descrevi eu também estudava. Eu aprendi o que é passar o DIA INTEIRO [12 h] dentro de uma biblioteca estudando. E ainda assitir aulas nos horarios de 'descanso', melhorei minha redação, tive aulas com bolos de chocolate aos sábados. Conheci o animo do Giba, e gostei tanto do Perseu que não aceito que falem mal dele ta?! Aaah, e eu não podia esquecer do Tubarão [ um garoto que sentava no fundo das aulas de sabado, e um dia o Marcão (prof de bio) perguntou sobre o intestino do tubarão e o garoto sabia TUDO =| , foi apavorante, mas eu só to falando disso pq ele é gato, e é ENORME [ pic jogador de basquete] e ele era um 'baba baby' das aulas de sábado. Também nunca nos aproximamos dele. Mas eu joguei varias indiretas [ ele era pra Gabi ]. Também teve o guilherme, o prof de matemática que ia do Guarujá pra Santos todos os dias, e desculpe a expressão, ele era uma DELÍCIA! haushasuahsuas... da até água na boca de lembrar... hasuhasuashuas
Bom, eu prestei UFOP [ Ouro Preto], meu pai levou eu, a ana e a gabi pra fazer prova em São José dos Campos, eu não passei por um ponto =/, mas tinha que ser assim.
Bom, algumas escolas de Medicina abriram vagas pro PROUNI no meio do ano, e eu me inscrevi. Era difícil eu entrar com a minha nota numa boa faculdade de Medicina, mas eu desejei, eu queria PUC. Eu estudava, rezava, e só as minhas amigas mais próximas sabiam que eu estava concorrendo a bolsa. Então num MARAVILHOSO dia de junho [ mais precisamente dia 11] saiu o resultado de PROUNI.  Eu fui aprovada com bolsa de 100% de desconto na PUC-PR. Eu me lembro como se fosse hoje...
Eu acordei pra ir ao cursinho, era 6h00 da manhã e eu estava amarrando meu tênis, ai passou pela minha cabeça vir ver se ja havia saído o resultado, normalmente sai a tarde... mas o que custava ver? Ai eu vim aqui ver, e o site do MEC tava demorando pra abrir. Quando a janela abriu e tinha o link "Confira qui os aprovados" meu coração começou a bater forte, forte... Ai eu coloquei minha inscrição e minha senha. E quando a pagina terminou de carregar eu só vi a bolinha verde! APROVADAAA! Eu comecei a gritar e a chorar [ sinto vontade de chorar agora ao lembrar] e desci as escadas para o quarto dos meus pais e bati na porta, com certa violência até, e comecei a gritar: "PAI, EU PASSEI PAI, A VAGA É MINHA, É PUC"... ai que vontade de chorar. Ai foi a maior felicidade aqui. A gente tomou café pensando nos preparativos. E eu fui ao cursinho, Já sem material nenhum. E foi uma alegria! O Perseu pediu pra eu ir la na frente pra falar que eu tinha passado. Foi MARAVILHOSO. Uma das melhores sensações da minha vida.
Então foi aquela correria né?, eu tinha pouquissimo tempo pra arrumar as coisas: fazer minha matrícula, encontrar uma casa, e... me encontrar em Curitiba. A primeira vez que eu fui em Ctba foi pra fazer minha matrícula na faculdade. Era um frio, um frio!
Bom, antes de começar a falar da faculdade... o problema de eu ter passado na faculdade no meio do ano é que foi algo que realmente não esperava, fui pega de surpresa, e eu nasci prematura. Me tirar do 'utero-cursinho' antes do tempo. E os meus amigos? E todo aquele embalo? Ai, eu tinha tanto apego ao pessoal do cursinho. Foi difícil ver a separação. A Lú conseguiu o 2º lugar na ESPM, e foi um orgulho enorme pra mim! Mas as meninas continuariam na luta, e eu não queria larga-las sem ter alguém pra fazer idiotices [ e não as larguei]
Bom, as férias vieram e eu estava comprando roupas e apetrechos para minha casa nova. Foi bem corrido. Consegui um quarto no centro de Curitiba, um lugar muito feio, que eu morria de medo de morar lá. Mas foi o que dava por hora. Aqui em Santos meu 'namoro' [era um namoro não assumido] com o eduardo ia por água abaixo, eu stava em outra vibe. Queria curtir a faculdade, pegar curitibanos [ q me decepcionaram ¬¬'], e é claro, curtir ao máximo a minha liberdade, coisa que o eduardo sempre encheu o saco. Enfim, logo quando eu fui pra Curitiba eu fui solteira. Chegando lá eu senti muita saudade dele, e então voltamos. No primeiro fds que eu vim pra casa a gente ficou e foi um delicia, parecia que tudo tinha voltado ao amor do inicio. Mas quando eu voltei pra Ctba, com o excesso de estudo eu voltei a me afastar dele. E então começamos o que hoje chegou ao final definitivo. Ele começou a pegar uma mina que ele sempre pegava e ficava conversando comigo e eu dando trela, eu até gostava. Mas ai ele começou a se envolver sério com ela e eu resolvi que era hora de me afastar. Então veio o problema que eu tenho enfrentado que esta escrito no meu blog. Eu descobri que ele era meu amigo e venho sofrendo com a falta dele desde então, e agora eu sei que me afastar dele não seria uma coisa tão fácil assim. Essa foi a 2ª MUDANÇA, e também a 2ª mais sofrida. Eu passei de 'amada' para 'ignorada' [ não digo de 'compromissada' para solteira, pq o término propriamente dito aconteceu em setembro de 2008]. A 1ª mudança mais sofrida foi ter que ficar longe da minha família ao ter que me mudar pra Curitiba.
E o que foi começar uma nova vida? Porque decididamente foi começar uma nova vida, se eu quizesse mudar de personalidade eu poderia, ninguém ali sabia o que eu era, o que eu ja tinha feito na vida. Foi muito esteanho a chegada em curitiba. As minhas aulas tiveram inicio em 27 de julho, em plena febre de gripe suína. As pessoas não se cumprimentavam, não se abraçavam, no onibus e pela cidade muita gente usava mascara, foi a sensação de guerra biológica. Tive 4 dias de aula e saimos de férias-SUÍNAS. Voltei pro guarujá e fiquei até meados de agosto. Quando retornei a curitiba foi pra valer. As matérias na faculdade tornaram uma correria só. Tive [ e continuo tendo] dificuldade de adaptação. O povo de curitiba é muito frio, distante. Eu sou toda loka, imagina o povo que não fala merda?! Apesar de tudo eu consegui me aproximar de algumas pessoas...
  - Juliane Mendes - É da minha tutorial, mora em ctba [ as vzs na lapa], é uma guria muuuuito MASSA e tem um irmão BEM gato ;) O que fez eu me aproximar da Ju? AUSENCIA de competição entre nós.  Na faculdade o povo vive correndo contra os outros, todo mundo quer ser o melhor sabe, enche o saco. A ju não. A gnt studa junta e uma ajuda a outra. Não somos as melhores alunas, mas não somos as piores tb. E ela tem conquistado um pedacinho do meu S2
 - Ana Carolina Rondinelli - Ah a carol. Ela é uma figura.A MINHA PAULISTA DO JARDINS. Quando eu a conheci não suportei, e deixava bem claro que não gostava dela mesmo. Mas ela eh da minha sala de laboratório, no começo eu tive que aturar, e depois adorei. Da pessoa que eu não gostava ela passou a frequentadora do meu apê, pra comer brigadeiro, tocar violão, usar a minha internet, usar até a minha calcinha 'laranja-atomico' como ela mesmo diz, ter uma escova de dentres própria lá em casa, ter um jantar a tres com a Fer [ minha vizinha do 5, que é da minha sala na facul ] e enfim, 'QUASE' virar a noite estudando anatomia. Noite que terminou com uma advertencia. Haushuashuahs
Tiveram outras pessoas também. As meninas do tutorial [pati, kazue e lari], mas em alguns momentos elas foram mesquinhas e isso fez com que eu me afastasse.
Ah a MEDICINA... é realmente um sonho, algo maravilhoso.  Eu tive aulas de anatomia, radiologia, citologia, embriologia, bioquimica, cultura religiosa e filosofia. Eu aprendi tanta coisa que NÃO é possível descrever aqui. Mas eu posso dizer q o meu conhecimento cresceu exponencialmente ;)
A pratica mais legal desse início de faculdade foi que eu aprendi a fazer punção venosa [colher sangue], a minha primeira paciente foi a carol [ citada anteriormente] e foi uma fracasso. Mas aqui em casa eu ja colhi sangue da ká, do papis e do andré. Eu aprendi a pegar 4/5 livros para mesma coisa e ver que nenhum diz a mesma coisa ¬¬', aprendi a utilizar um microscópio e estou aprendendo a fechar a boca na hora certa ;)
Eu to amando a faculdade, e a princípio acho que quero fazer especialização em medicina legal, mas vamos ver o que me espera.
O mais dificil de morar sozinha foi a solidão com que eu tive que conviver. Eu chorei muito, principalmente no ultimo mes antes de voltar pra casa, eu estava pirando. Mas apesar de tudo eu consegui fechar bem as matérias, sem nenhum exame. ;)
Eu só tenho a agradecer a Deus por esta oportunidade. 2009 foi um ano fantástico!

Aí está a foto da maior mudança que pode acontecer em minha vida:



ATÉ 2010!!!! =D=D=D=D=D=D

Nenhum comentário: