quinta-feira, 6 de junho de 2013

12 dias

Faz muito tempo que eu não posto aqui no blog...
Hoje venho aqui pois preciso dividir sentimentos, tristezas...
Hoje eu preciso desabafar, e já estou abusando demais dos meus amigos.
Minha vontade é postar no facebook, pra quem sabe, quem eu quero que ouça tudo isso tenha algum tipo de piedade.

Há 3 anos e 5 meses mais ou menos eu fiz um post aqui no blog... O título do post é "O amor é livre"....
Eu escrevi este post aquele dia, pois achei que tinha tido de volta o amor da minha vida em meus braços...
lá eu escrevi isso que está aqui embaixo, sem saber o que aconteceria no futuro. E então o destino nos prega peças

"Amar é cuidar, amar é preocupar-se, amar é tentar melhorar a vida do outro. O amor entre conjuges é algo divino... É respeitar, é ser fiel, e além de tudo, ser também amigo, respeitar o direito do outro à liberdade, o amor é maravilhoso.
Hoje eu vivo um amor, a história de amor mais linda que alguém ja escreveu... Não exatamente um conto de fadas, mas não chega a ser um 'romeu e julieta'... mas decididamente é a história de amor mais linda que alguém NÃO escreveu..
Eu estou feliz, muito mais que completa. Eu ouço elogios e também elogio. Eu dou carinho e recebo carinho... reciprocamente. No meu amor não há regras, no meu amor TUDO é natural. A ausencia de regras no meu amor é que o torna sobrenatural, invencível... inevitável. O AMOR É LIVRE.
Amar sem precisar, amar sem querer contar vantagem, amar simplesmente porque gosta do cheiro daquela pessoa, da forma com que ela sorri, do tom da voz dela, da forma com que ela te faz sorrir, da forma com que o tempo VOA enquanto você está com ela. Da forma que você não cansa dela NUNCA. Da forma com que o tempo não consegue faze-lo esquecer.
Amar sem precisar... ai está a formula do amor de verdade. Um amor que independe de roupas, gírias, carros, músicas, beleza, amigos... um amor de verdade, porque o amor, da forma mais pura que existe É LIVRE.
Quem sabe um dia este meu amor encaixe-se dentro das normas dessa sociedade onde vivo, mas por hora, estou MUITO MAIS QUE SATISFEITA em simplesmente amá-lo e ele amar-me, prefiro um amor de verdade, um amor que eu não preciso mostrar pra ninguém que estamos bem, mesmo quando estamos chateados um com o outro [ coisa que no meu amor de verdade não acontece], um amor sem aparencias. O MEU AMOR. O MEU AMOR LIVRE!"

Há 3 anos e meio eu senti o frio na barriga a espera de alguém, eu me olhei no espelho mil vezes antes de sair de casa.
Lembro de quando eu o vi pela primeira vez, anos depois de estarmos separados.
Ele era tão lindo, tinha se tornado um homem... não era mais aquele menino por quem eu me apaixonei.
E ai as coisas foram acontecendo. A gente foi descobrindo sobre a vida do outro, fomos descobrindo nossas diferenças, e fomos nos encaixando a elas.



A vida me deu o melhor presente do mundo. Me deu o amor mais lindo, meu deu o amor que toda menina sonha quando é adolescente.
Me deu um amor que me olhou nos olhos dizendo que me amava, me abraçou, cantou pra mim, me deixou dormir em seus braços, chegou de surpresa só pra me fazer feliz, me deu presentes e cartas lindos... ah, as cartas, tem uma caixa delas aqui.
Eu sempre achei que estivesse vivendo num conto de fadas, achei que ele era o meu príncipe encantado, que veio me tirar daquela vida fútil, e que juntos construiríamos um paraíso ao nosso redor.

Mas a realidade não é assim. E há 12 dias eu descobri que não vivia num conto de fadas.
A gente se envolvia tão bem.
Lembro que da ultima vez que ficamos juntos quando estavamos bem, a nossa sintonia era tão grande! Como a gente riu! Parecia que cada dia descobríamos coisas novas um sobre o outro... E não havia rotina, a gente sempre mudava...
Lembro dos dias e das noites que passamos juntos...
Momentos indescritíveis, que eu sei que vou levar pro resto da minha vida.

E agora eu estou aqui... sozinha. Sem saber como me acostumar com a falta que ele faz em minha vida.
Sinto falta de tudo, DE TUDO!
Sinto falta de quando ele me ligava de manhã e eu estava morrendo de sono..
Sinto falta falta dos nosso apelidos! E QUANTOS APELIDOS! Tinhamos uma lista única pra isso...
Sinto falta das vezes em que a gente deixava o telefone no viva voz pra não dormir sozinhos... E como eu sinto falta disso.
Sinto falta dos nosso passeios. Que férias incriveis eu tive! A gente dizia que ía contar pros nossos filhos  todos os nossos passeios de moto! Fomos pra tantos lugares. LUGARES QUE SERÃO IMPOSSÍVEIS NÃO LEMBRAR DELE! Lugares que eu visitei apenas uma vez, e ele que levou lá.  E foram tantos...
Lugares que hoje está enterrado o amor mais lindo do mundo.
Sinto falta da voz dele brincando comigo.
Sinto falta de quando ele deitava por cima de mim, e dormia! Dormia! E eu tinha que acorda-lo, por que eu estava morrendo de calor!
Sinto saudades da maneira com que ele gostava de jogar a perna por cima da minha, e eu nunca reclamar!
Sinto falta das nossas conversas no skype....
Sinto falta da forma com que a gente namorava... ah, como eu vou sentir falta.

E eu, uma menina careta, que sempre quis ser de um homem só. Que sempre quis viver um amor só.... agora estou aqui, sem saber pra onde seguir...
Sem saber o que fazer.

Tudo se transformou numa imensa bagunça.
E  o motivo que eu recebi para este desfecho foi que o meu amor não queria mais ficar 'preso na gaiola', ele queria ser livre! Ele quer ser livre pra viver a vida dele, sem precisar ficar preso a um telefone, ele quer viver a vida de verdade! Ele quer um amor livre, mais livre do que eu achei que nosso amor fosse....
Vida de verdade que eu sempre achei que vivia com ele!

E agora eu estou aqui... sem metade de mim. Sem metade do meu coração, sem metade da minha cabeça, sem metade da minha boca, sem metade de tudo. Estou só, NO ESCURO!

Me sinto uma adolescente com tudo isso. Uma adolescente sem controle dos seus sentimentos, sem controle dos seus atos.
A verdade é que eu nunca, EU NUNCA imaginei que poderiamos nos separar.
Eu nunca imaginei que ficaria sem ele...
Mas ele foi embora...

E eu vou ficar aqui, sozinha.

Que Deus me dê forças por que ta doendo. Ta doendo demais.
Já não sei mais o que fazer para parar com essa dor...
Queria dormir, dormir para sempre....

Por fim, só me restam olhar as fotos...
Que levam com elas toda a felicidade e cumplicidade que um dia existiu entre nós...











Continuo este post outro dia. Sei que vou precisar escrever mais.
Boa Noite!



Nenhum comentário: