terça-feira, 20 de agosto de 2013

Banho, festa, egoísmo e crescimento!

Eu poderia estar roubando, poderia estar matando, poderia até estar pedindo, mas estou aqui, mais uma vez a escrever ;)

Tenho muuuuuitas coisas pra falar hoje. De assuntos bem diversos.
O dia hoje foi bastante proveitoso, as 7h da manhã já estava na rua, e cheguei as 22h!

Meu estado de humor melhorou muito de ontem pra hoje. Por alguns instantes até pensei em apagar o post de ontem, mas por considerar isso um diário, até as minhas dores quero deixar gravadas.

Hoje eu fiz de tudo, fui pra aula, comprei roupa, almocei com as meninas do meu grupo de internato no mercado municipal - muito bom, a proposito. Daí fui a igreja, fui pra terapia, e depois fui pra minha primeira reunião do grupo de ajuda.

A lástima do final de semana rendeu bastante, estou me sentindo mais magra. Pelas minhas contas já se foram 9Kg desde que meu antigo relacionamento acabou. Os primeiros 5 não fizeram tanta diferença, mas agora a noite eu experimentei umas roupas que não serviam mais, e elas estão voltando a servir! Fiquei radiante! Comprei um vestido finissimo hoje também, me dei de presente!

Qual é a música de hoje?
Não consegui encontrar...
Geralmente eu faço os posts escutando alguma música. E hoje não estou escutando nada... então não consegui lembrar de nenhuma música boa pra colocar aqui. E hoje vai ficar sem música (a não ser que alguém indique uma)

Ah, e hoje dividirei o post em partes, não estou com muito pique de ficar fazendo ligação de um parágrafo no outro. Capítulos me ajudam a organizar.

PARTE 1.
Nesta noite cheguei a conclusão que não existe post no blog sem banho prévio, ou seja meu povo, eu sempre estou cheirosinha quando escrevo aqui. Banhos me fazem pensar, sobre como irei discorrer sobre meus pensamentos, a ordem que eu quero colocar as coisas, pensar num título bom, e em que música vou colocar. O banho de hoje foi rápido, e não deu pra render muitas coisas! hahaha

Eu estou fisicamente cansada, mas já que vivo escrevendo coisa triste, e hoje foi um dia bom... por que não gastar um pouquinho da minha energias para trazer boas novas?


Hoje a terapia foi bem legal. Tenho várias lições de casa.
Fazer terapia as vezes me faz rir. Hoje eu tive que desenhar, e percebi o QUANTO eu sou RUIM em desenhos. Sei pensar no que quero desenhar, mas não consigo desenhar! hahaha

PARTE 2.
Hoje (Deus já falei 'hoje' umas dez vezes neste post) eu tive que exemplificar o que o início do relacionamento para mim. Pensei, pensei mil horas! E desenhei balões de festa. Por que foi isso que significou te-lo reencontrado.
Agora vamos racionalizar as coisas:
Festa é bom? Sim, é ótimo! Você ri, se diverte, brinca, dança... maaas sempre tem alguma confusão. Alguém que bate em alguém, alguém que cai bêbado, etc.
Festa dura para sempre? NÃO, NÃO DURA!
O que sobra no fim da festa? Sobra sujeira, bagunça... e dependendo da festa pode ter algumas pessoas cansadas de canto, e outras bêbadas no outro. Mas é um caos.

Viram que mágico?
Eu mesma entrei num relacionamento falido! E desde o começo JÁ ESTAVA ESCRITO ISSO! Festas não são pra sempre! Festas você deve sair antes do final, senão será VOCÊ que vai ter que limpar a sujeira! E NÃO ADIANTA JOGAR PRA BAIXO DO TAPETE! Porque na minha festa, foi sujeira demais!
Fantástico né?
Adorei a comparação.
Nos próximos dias posso até postar uma foto dos meus desenhinhos... hehehe

PARTE 3.
Nunca me senti tão egoísta em toda minha vida.
As vezes  - acho - me sinto até mal.
A minha vida sempre foi olhar pros outros... Para um amigo que precisava dos meus ouvidos, do meu conselho, para meus pais que queriam conversar, para um namorado que tinham 750 milhões de problemas que nunca conseguia resolver sem causar um inferno na minha vida, ... enfim, sempre foram os outros!
Eu sempre me considerei bem resolvida - em tudo. Mas nunca parei pra refletir sobre quem eu era, e se estava tomando as decisões certas, se estava fazendo as coisas da melhor forma. Eu simplesmente deixava acontecer, e até 3 meses atrás, tudo estava dando certo.

Só que eu 'perdi o controle' da situação que eu estava, e então surgiram problemas na minha vida. Problemas que ninguém esperava que acontecesse, afinal, LOGO com a Aline!?
Eu sempre gostei muito de controlar as coisas... as pessoas, mas nunca tentei me controlar. Para nada! Eu sempre falei, fiz e comi o que tive vontade. Não pensava muito.
Com a minha queda, vi meus amigos de mãos atadas...  Eles não sabiam o que fazer. Eles não esperavam me ver daquele jeito. Vi que meus amigos não conheciam aquele meu lado.

Eu me sinto muito só, mas creio que isso se deva a um total desequilíbrio da minha vida, que eu estou lutando pra colocar no eixo novamente.
Hoje gasto boa parte do meu dia lendo coisas que não são da faculdade, conversando em grupos e na terapia para que eu reconheça os meus problemas, e consiga supera-los - é apenas uma questão de tempo, e determinação.
Eu estou egoísta sim. Tomo banho longo, cuido muitissimo bem do meu cabelo, passo hidratante no corpo todo - cada hidratante para o seu lugar. E eu NUNCA fiz isso!
Só pra academia que eu estou 'vadiando' um pouco. Mas logo arrumo isso também.
Eu tenho tempo pra mim.
Sinto que estou mudando, a minha mudança física é resultado da mudança da minha mente! E eu sinto que agora é difinitivo.

PARTE 4. Crescimento

Tudo que aconteceu na minha nestes três meses pode ser equiparado à um grande terremoto. Destruiu meus sonhos, colocou em prova meus principios, me fez perder o controle da vida que eu tanto achava que controlava. Destruiu tudo.
Eu ainda estou sofrendo muito com tudo que aconteceu. Minha vida está consideravelmente longe de voltar a ser o que era. Mas eu sinto crescimento dessa vez. Eu sinto mudança.
Vejo que durante quase 4 anos eu não evolui em nada. Todo o meu suor, meu esforço, minha determinação foi pra modificar uma pessoa que nem sequer me disse que queria aquilo. Eu sonhei por outra pessoa, e gastei muito tempo, dinheiro e energia fazendo isso. E esqueci de mim.
Eu percebo hoje o quanto 'involuí', eu paralisei no tempo, e fiquei pra trás. Tornei-me uma co-dependente. Cada um com um vício naquela relação.
E em míseros 3 meses eu consegui avançar MUITO MAIS que em 3 anos! Dói, e eu ainda não aceito completamente o fim, mas tenho que admitir que foi uma namoro que só me fez mal. E dane-se os momentos felizes. Eu teria sido muito mais feliz sozinha.

Eu me sinto em fase de crescimento novamente. Minha mente se abrindo. Eu estou me conhecendo mais, aprendo a controlar a MINHA vida - e não a dos outros.
Estou aprendendo ter auto controle.

---

Por hoje é isso, só por hoje.

Eu pedi a Deus ajuda, e ela está vindo.

Boa Noite!

Um comentário:

Zenilde Carmo disse...

Tudo vai acabar ficando muito melhor que antes. Excelente!!!!