quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Roda Gigante

Oooooooooi meus amooores! =D=D=D
Que saudade de vir aqui fazer um post! Os dias estão tããão corridos, eu tenho estado tão cansada, que não consegui vir aqui postar, apesar de querer fazer isso há uns dias.
Mas aqui estou! =D E louca pra começar a colocar pra fora tudo que eu sinto! ;)

Primeiro, e como de praxe, a música do dia...
Hoje escolhi Roda Gigante do disco novo do Biquini Cavadão!
Por quê? Estava assistindo Jô na segunda feira e ouvi essa música... Simplesmente foi amor ao primeiro acorde ;) Super me encontrei nela! Então tá aí a letra dessa música linda, que é tudo que eu penso agora! Pra quem só costuma ler os posts, sugiro ouvir a música, porque é realmente muito boa e o clipe é fofíssimo!


Quero aprender a amar para fazer as pazes
Até a noite chegar
Quero aprender a amar em todos os detalhes
Para te decifrar
Quero aprender a amar pra cometer pecados
E depois me perdoar
Quero aprender a amar em todas as palavras
Para te sussurrar

Só quero o amor das grandes paixões
Ser como crianças no parque de diversões
Aquele amor que em menos de um instante
Faz a vida girar numa roda gigante

Ouvir este tipo de música só me faz pensar que cada dia mais eu recupero a minha essência, de romantismo, de o sonho de uma grande paixão. Alma gêmea? Amor da vida? Continuo acreditando nisso, mas acho que somente alguns saberão o que é isso nessa vida. E se encontrarmos, nem sempre estaremos juntos dessa pessoa, mas podemos sim ser felizes com alguém que nos ame e nos faça feliz... Desde que estejamos dispostos a vivermos o presente.
E é disso que eu quero falar um pouco...

VIVER O PRESENTE. 
Dizem que quando estamos depressivos é porque estamos vivendo o passado, quando estamos ansiosos é porque estamos vivendo o futuro, e quando estamos em paz, é porque estamos vivendo o presente.

Também ouvi algo outro dia que, apesar de parecer óbvio, ficou ressonando em minha mente, como uma mensagem para ser fixada no topo e sempre vista!
O passado não pertence SÓ a nós, o futuro também não... Sempre tem pessoas envolvidas. O único tempo que pertence SÓ a nós mesmos é o presente, e não devemos desperdiçá-lo com o que não pertence a nós, ou seja, o passado ou o futuro. Se algo saiu de sua vida, isto não pertence mais a ti. Se você sonha com algo e ainda não tem, este também não pertence a sua vida.... Mas hoje, tudo que você tem ao seu redor, isso SIM pertence a sua vida... Você vai ignorar?
E hoje, após 5 meses, cada dia eu tenho mais certeza que aquilo faz parte do meu passado, e deixar de pensar nele, e deixar de pensar no que aconteceu me traz paz, me faz viver cada dia... Como eu já disse aqui antes, é acordar cantando, e dormir só agradecendo a Deus! Não precisar mais pedir pra me fazer ser feliz,... Porque eu já estou sendo! E sem exageros... Eu estou tão plena! 
Penso que quis trancar a faculdade no começo do semestre... Lembro que eu queria me internar, para emagrecer, para esquecer da dor de um amor não correspondido... Ainda bem que eu não fiz isso! Ainda bem! Foram tantas realizações neste semestre! Tantos objetivos alcançados, tantos!
E veja... tive 'alta' da terapia, consegui emagrecer 12kg - com certeza dificuldade, reconheço, apresentei meu trabalho de iniciação científica, estou trabalhando na liga, tenho conhecido Curitiba de cabo a rabo! E não choro mais... Não sei há quanto tempo eu não choro... Algo que há alguns meses pra mim era comum, hoje não mais. Hoje não mais motivos pra chorar.

Fotos do CONCIAM, o Congresso da FEPAR que eu apresentei meu trabalho...


E o romantismo? Eu sempre fui suuuper romântica! De querer encontrar um príncipe encantado, de viver um conto de fadas. E quando tudo aconteceu, eu simplesmente deixei de acreditar nisso. Achei que amor assim não existia, e que isso foi uma grande ilusão da minha adolescência, e que POR QUÊ todo mundo deixou eu acreditar nisso!? 
E hoje não... Já voltei a acreditar nos meus contos de fadas. E acredito sim que eu ainda vou viver o meu. SEM bruxas ou fadas-madrinhas-fake. Tenho ouvido tanto Taylor Swift... Pra mim, ela resume romantismo em uma pessoa... E as músicas dela tem sido trilha sonora de muitas coisas que tem acontecido na minha vida ultimamente.
Já posso dizer... Encontrei uns príncipes por aí nos últimos meses... E verdadeiros príncipes! E tem sido bem legal ;)

Apesar disso tudo, vamos aos fatos.
Coloquei em prática o 'deixe no passado o que pertence ao passado'. Como?
Acho que imagens dizem mais:




Enfim, desvincilhei-me das coisas que estavam lá em casa. 
Não tinha feito isso ainda porque me sentia muito insegura de encontrar alguém da família dele. E fui lá, entreguei as coisas na casa da mulher que foi uma mãe pra ele muitas vezes, e a que eu considerava a sogrinha!
Fui, entreguei todas as coisas: cartas, presentes, e as coisas da casa dele que estavam na minha casa. Antes, passei na frente dessa casa, que foi mais ou menos onde tudo começou. Na verdade posso dizer que o começo da nossa história foi ai. Passei pra dizer adeus de uma vez por todas. E entreguei coisas que estavam comigo há 9 anos já. E com este ato eu faço de uma vez por todas essa história parte do meu passado. Joguei aquele primeiro bilhete de "Eu gosto muito de você", de 24/02/2004 fora, e a cada coisa que ia pro lixo, eu só me lembrei de nunca mais esquecer o que eu aprendi com tudo isso. A cada foto jogada fora eu lembrei do quanto eu fui traída, e o quanto eu me tornei dependente de alguém que nem sequer foi homem pra ser honesto comigo. E vou lembrar de nunca mais cometer este erro novamente. Tenho muito amor pra dar, e ele decididamente NUNCA foi homem pra receber isso. Não quero mais migalhas. Traições? Mentiras? Deixe para outras aceitarem... E sempre haverá! 

E abracei, e conversei com a tia dele. Apesar de tudo entre nós ter ficado no passado, apesar de eu ter brigado com ele, eu considerava a família dele minha família, e eu não seria fria ao ponto de dizer que não gosto mais deles! Gosto MUITO de todos! Gosto das tias, que eu conheço desde a adolescência, dos primos - e das namoradas dos primos. Ah, como eu gosto deles, até outro dia, eram eles que eu considerava minha futura família! 
É bom saber que a maioria deles guardará boas lembranças do que vivemos, e que apesar de não fazermos mais parte da mesma família agora, eu jamais esquecerei o quanto eles me tratavam bem e me recebiam bem em suas casas.
Mas eu estar solteira, e arrumar outra pessoa, não impede esse 'amor' de existir!
E ir entregar as coisas foi muito bom! 
Foi colocar um 'final feliz' em toda essa história trágica!
Então agora eu não tenho mais nada físico dele comigo. A não ser um boné da Abercrombie que foi eu que dei, e eu fiquei pra mim! Hahaha É muito bonito! E ele só usou uma vez, então é meu! hahahaha ;)
Entregar as coisas foi tirar um peso das minhas costas (menos um agora), foi saber que agora não temos mais nenhum vínculo!


Bom, além disso... fui pra casa no fim de semana - claro! Hehehe Fazia tempo que eu não ia. Mas foi aniversário da Malú - minha filhada - e eu tinha algumas coisas pra resolver no Guarujá.
Na semana passada também passei no estágio de Cirurgia Pediátrica, e meio que entrei numa crise, com dúvidas se é G.O. mesmo que eu quero. Achei a pior coisa do mundo operar criancinhas, elas acordam assustadas. Ai! Um filme de terror aquilo! Não gostei de nada que eu vi. Então na sexta escapei de Curitiba, porque tava entrando em crise já!

Dai fui pra casa, levei meu computador pra arrumar, com o diagnóstico que foi-se mais uma HD. ¬¬'
E tá lá o meu notebook... E eu sem computador por mais de um mês. Daqui a pouco vou ter lesão por esforço repetitivo, de tanto que tenho que digitar pelo celular.

Por fim, aleluia, arrumei meu violão! Que estava parado há alguns anos, sem cordas e com a tarraxa quebrada! Já que é pra voltar a minha integralidade, voltemos a tocar violão então! ;)


A noite era pra ter saído com a Jack, mas não rolou. Mas saí com a Jú, enfiiiim! Há anos que não saíamos! Fomos num barzinho lá na avenida da praia da enseada! Sempre quis ir lá! Adorei! Mas estava com cólica, e então a noite acabou cedo. Mas consegui dar aquele rolezão de carro que eu adoro, ao som de Killers, e músicas eletrônicas que eu amo!

A foto ta horrorosa! Mas o que vale é a intensão!

No domingo fiquei fazendo as lembrancinhas do aniversário da Malú e do Lú com as crianças! Foi divertidíssimo! E no fim da tarde fomos a praia! A família toda! Acho que nunca fizemos isso antes... Foi muito bom! Não tenho fotos de todos porque só meu papi tinha levado celular.
Ah, e eu levei meu pai pra conhecer a parte de trás do morro do Maluf, que ele nunca tinha ido. Hehehe
Foi um fim de tarde maravilho.
Depois fomos a missa no centro, que foi muito linda... E jantamos na Ká! Depois eu vim pra Curitiba =(

Tirar foto dirigindo é algo que eu ainda não sou profissional! hahaha Mas ê praia linda!





Apesar de tudo estar melhorando exponencialmente, fazia muito tempo que eu não tinha um fim de semana tão gostoso. Sabe, as vezes acho que não sou merecedora de tudo que tem acontecido. E tenho certo medo... Pois uma vez eu vivi uma falsa felicidade, e me sentia bem daquele jeito. E depois perdi tudo.
Só que hoje sei que eu vivo uma felicidade de verdade. E tenho medo dela acabar novamente.
Mas peço perdão à Deus automaticamente depois disso. Pois quem tem fé não tem medo.

Sabe, se for pra chorar hoje, eu choro de felicidade...
Lembro que há 5 meses atrás eu não tinha com quem ficar, não tinha com quem sair. E hoje, se deixar eu não paro em casa. Só não aceito todos os convites senão vou ter que parar a faculdade pra curtir a vida! hehehe
Hoje sinto que estou vivendo a minha idade, meus plenos 24 anos! Sem dependências, com responsabilidade, mas sem apegos. Livre para aproveitar as oportunidades que me aparecem... Sem medo.

Hoje eu percebo que independente do 'carrinho' que você entre, na roda gigante da vida sempre haverá momentos que você estará lá em cima, e em alguns momentos você estará lá embaixo - INDEPENDENTE DO QUE VOCÊ FAÇA! O que nos resta é fazer laços afetivos verdadeiros, e estarmos próximos de quem amamos e quem nos ama, para que possamos ficar firmes nas dificuldades, e quando começarmos a subir de novo, estejamos mais sábios, e com a nossa estrutura física tão intacta quanto estávamos antes ir para baixo, na roda gigante.
E mais, devemos levar nossa vida de maneira que fiquemos mais tempo na parte alta da roda gigante, e menos tempo na parte baixa. Para isso, devemos pensar antes de agir, e sempre, SEMPRE ter a certeza que mais do que planejar, temos que ser criativos e inovadores.... Deus não nos dá o que queremos, ele nos dá o que acha que é bom, e conta com a inteligência e a sabedoria que nos deu para que façamos o que é melhor pra nós! Afinal, nós temos o direito de escolher.

Hoje eu levo a vida mais devagar. Confio em Deus que meus sonhos se realizarão. Mas até lá, eu vivo cada dia intensamente. Eu digo mais 'SIM', eu me preocupo menos com o que pensam de mim, e estou aprendendo a dar valor a quem me da valor!

É...
"Só quero o amor das grandes paixões
Ser como crianças no parque de diversões
Aquele amor que em menos de um instante
Faz a vida girar numa roda gigante"

3 comentários:

Ana Lúcia disse...

minha boneca, eu li com TANTO carinho seu post. você é ILUMINADA.
não vejo a hora de te ver e te abraçar MUITO.
amo você.

Aline Paixão disse...

Aaah aninha! Obrigada por acompanhar o blog! Mas as férias tão chegando e a gnt vai poder se veeer! Tb te amo! Mta Saudade!

Zenilde Carmo disse...

Muito bem, assim não tem como não vencer. Estou muito feliz com sua lucidez. Beijos!!!